sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Tarte de noz # Sugestões de Natal



Há muito que andava para pôr esta ideia em prática. Ideia simples, mas deliciosa: Tarte de Noz. No terreno dos meus pais há uma nogueira que, na maioria dos anos, dá muitos frutos. É o que acontece já há dois outonos, as nozes são muitas e boas. Apanham-se no início do outono, secam-se ao sol e só depois se retiram os frutos dentro da casca, que é verde quando se colhe o fruto da árvore, mas depois de seca fica escura. É dessa casca que sai a noz com a casca rija, como normalmente a compramos.
Como gosto muito de todos os frutos secos e de noz em particular, já tenho feito vários bolos e pratos salgados com as nossas nozes. Mas a ideia mais gulosa que pairava no meu palato já há algum tempo era a de fazer uma tarte idêntica à tarte de amêndoa. Recordo-me da tarte de amêndoa que a minha avó paterna, mulher de mão cheia para doces e muito gulosa, fazia. Era muito caramelizada, muito gulosa e muitooo boa! Pelo Natal e pela Páscoa ela fazia-a quase sempre e, na maioria das vezes, a meu pedido. Fazer tartes é qualquer coisa que nos traz memórias muito confortáveis, pelo menos a mim... É algo que associo às avós e a épocas festivas. É como o nosso arroz doce (podem ver a receita AQUI), que é presença obrigatória em todas as festas de família. Já há uns anos que a tarefa de fazer as tartes e o arroz doce cabe-me a mim, apesar de não ser avó... mas sou a cozinheira da família e a anfitriã dos encontros familiares, nomeadamente dos que envolvem comida. A minha avó materna ainda nos ajuda com as rabanadas ou outros doces mais tradicionais, mas a energia já sobra mais para os comer do que para os fazer, o que é compreensível, tendo em conta os quase 88 anos de vida que já carrega nas mãos experientes.
Testada que está a tarte de noz (e aprovadíssima, há que dizer!), vou fazê-la para a nossa mesa da Consoada deste ano. Deixo-vos a sugestão para que possam diversificar um pouco as sobremesas que apresentam à vossa família e convidados. Espero que gostem.

Ingredientes:
Massa: 300 gr de farinha, 200 gr de manteiga sem sal, 100 gr de açúcar
Recheio: 150 gr de miolo de noz, 100 gr de açúcar, 100 gr de manteiga sem sal, 6 colheres de sopa de leite
1 laranja para guarnecer

Preparação:
Comece por fazer a massa, misturando e amassando todos os ingredientes. Faça uma bola, enrole em película aderente e coloque no frigorífico durante 30 minutos. No fim desse tempo, estique a massa com o rolo, cubra uma tarteira untada e forrada com papel vegetal e coloque a massa em cima. Leve a cozer ao forno durante 12 minutos a 200º.
Prepara o creme. Num tacho junte a manteiga, o açúcar, o leite e a noz. Leve ao lume até a manteiga derreter e depois deixe ferver apenas 1 a 2 minutos. Espalhe este preparado em cima da massa da previamente cozida e leve novamente ao forno durante uns 15 minutos ou até estar dourado e caramelizado, mas sem queimar. Dica: o caramelo, depois de arrefecido, vai solidificar um pouco mais, pelo que não deve deixar muito tempo no forno para não ficar demasiado rijo depois de frio.
Antes de servir, decorem com raspas de casca de laranja e algumas rodelas do fruto, este aroma faz um delicioso contraste com o doce da tarte e quem quiser pode comer a laranja, pessoalmente eu gosto.

Bom apetite e Boas Festas! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário