quinta-feira, 25 de maio de 2017

Coroa de espinafres e requeijão


Fiz esta entrada para levar para um jantar de amigos, colegas de trabalho do meu marido, pessoas bem dispostas, daquelas com quem apetece estar! Além de gostarem de conversar e conviver, apreciam comer! Às vezes envio-lhes uns docinhos ou bolos mas, desta vez, coube-me fazer umas entradas. Levei um queijo com compota de cebola roxa, uma paté de atum à "minha moda" e esta tarte em formato de coroa, receita retirada de um livro que a minha mãe me ofereceu intitulado "Jantar com as amigas". Neste caso eram amigas e amigos e a receita ficou aprovada!

Ingredientes:
2 placas redondas de massa quebrada
1 molho de espinafres
350 gr de requeijão
60 gr de nozes
1 generoso fio de azeite
1 dente de alho laminado
Sal e pimenta qb
1 gema de ovo
1 colher de sobremesa de sementes de sésamo

Preparação:
Saltear os espinafres em azeite e alho. Juntar o requeijão quando os espinafres estiverem praticamente cozinhados. Esmagar bem o requeijão com um garfo, temperar com sal e pimenta, misturar tudo e, por fim, juntar as nozes partidas grosseiramente. Deixe a mistura a arrefecer. Ligue o forno a 190ºC.
Quando o preparado estiver arrefecido, disponha-o numa das placas de massa como se vê na imagem (um pedaço no meio e uma coroa à volta). Coloque a outra placa de massa por cima e molde o centro com a ajuda de um copo. Calque a massa a toda a volta com um garfo. Corte a rodela em quartos e depois novamente até obter 16 fatias. Não corte o círculo do centro. Dobre cada fatia ligeiramente para fazer o efeito desejado. Pincele com gema de ovo batida e polvilhe com sementes de sésamo. Leve ao forno pré-aquecido a 190ºC durante cerca de 40 minutos ou até a massa estar cozida e dourada. Sirva quente ou frio.
Segue o passo-a-passo de como fiz para ter este efeito. Espero que gostem e possam experimentar este fim-de-semana.
Bom apetite!




terça-feira, 23 de maio de 2017

Bacalhau com pimentos, espargos e puré de batata doce e alho francês




Gosto imenso de pimentos em geral, seja em crú ou cozinhados. Gosto de os juntar em tiras fininhas na salada e ADORO salada de pimentos assados com sardinhas, até porque sou doida por sardinhas e gosto de as comer só com salada e, de preferência, em cima do pão. Nunca como a batata porque não aprecio muito batata cozida e porque isso enche a barriga de algo muito menos interessante do que as fabulosas sardinhas ;)
Também gosto muito dos pimentos doces italianos. O ano passado, na Sicília, comi "caponata", receita que podem ver AQUI e que é uma deliciosa mistura de vários legumes estufados em bastante azeite. Os pimentos são reis neste prato, que tanto pode ser uma entrada/petisco, como acompanhamento de uma carne, por exemplo. Esta semana vi os pimentos doces e resolvi comprar novamente. O meu marido não gosta de pimentos, mas ele não os comeu, provou o prato com os outros componentes. No entanto, se apreciam pimentos, não deixem de os juntar a esta receita porque a combinação de sabores fica fantástica. O doce dos pimentos, da batata e da cebola caramelizada combinam lindamente com o bacalhau salgado. Os espargos oferecem um toque crocante que completa tudo. Ficou uma refeição deliciosa e que é muito "a minha cara". Espero que gostem!

Ingredientes para 2 pessoas:
2 postas de bacalhau, de preferência do lombo
1 cebola média
2 dentes de alho
0,5 dl de vinho do Porto
Azeite qb
Sal e pimenta qb
300 gr de batata doce
2 alhos franceses (só a parte branca)
1 colher de sopa de manteiga
1 raminho de tomilho
200 gr de pimento doce italiano
1 molho de espargos verdes

Preparação:
A primeira coisa que fiz neste caso foi assar a batata doce e os alhos franceses no forno, mas também os podem estufar no tacho. Eu assei só com um fio de azeite e tomilho, embrulhados em folha de alumínio. Cozinharam no forno a 190º até estarem macios. Não adicionei sal neste momento (para os legumes não largarem água), só depois no puré. Quando os legumes ficaram macios, triturei com a varinha mágina, juntei sal e uma colher de sopa de manteiga e levei num tacho ao lume para ligar tudo.
Depois, coza o bacalhau ao vapor por 10 a 12 minutos ou dentro de água em fervura muito ligeira por cerca de 8 minutos, só mesmo até o bacalhao lascar. Retire peles e espinhas e reserve o bacalhau em lascas. 
Numa frigideira anti-aderente salteie os espargos, depois de arranjados, com azeite e um dente de alho finamente picado. Tempere de sal e cozinhe os espargos durante 5 a 6 minutos de forma a que fiquem ligeiramente crocantes. Reserve. Salteie os pimentos também em azeite e alho até estarem macios. Por fim, deite a cebola em rodelas e um alho picado na frigideira com azeite e cozinhe até a cebola estar estar macia sem ganhar cor. Junte o vinho do Porto e deixe caramelizar. Junte o bacalhau, envolva tudo e deixe cozinhar por mais 2 minutos.
Para empratar, disponha uma porção de puré de batata doce e alho francês, coloque os espargos por cima e depois lascas de bacalhau envolvido na cebolada. Termine com os pimentos e regue tudo com um pouco de azeite.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Bolo de batata doce e coco # sem glúten



Este bolo junta dois dos meus ingredientes preferidos: batata doce e coco. A minha mãe também adora ambos, por isso foi uma das sobremesas que levei para o almoço do Dia da Mãe. O bolo também foi muito apreciado por toda a família e por uma amiga que, não sendo grande fã de doces, gostou deste bolo. A textura é densa, mas o bolo não fica pesado porque não leva farinha. A batata e o coco dão-lhe textura e doçura... afinal é o queremos de um bolo e também é o que queremos da vida, verdade? Sem algum doce, isto não tem graça nenhuma! 

Ingredientes:
500 gr de batata doce (pesada crua)
150 gr de coco ralado
190 gr açúcar amarelo
6 ovos
1 colher de chá de fermento em pó (opcional)
Sumo e cascas de uma laranja

Preparação:
Comece por cozer a batata doce em água aromatizada com cascas de laranja. Neste caso descasquei a batata para o bolo não ficar muito escuro. Bata os ovos inteiros com o açúcar até formar uma espuma fofa e terem crescido bastante em volume. Se desejar junte uma colher de fermento aos ovos, se preferir que a receita fique totalmente isenta de glúten, não junte o fermento.
Quando a batata doce estiver cozida, desfaça-a com um garfo, junte o sumo de laranja para ajudar a desfazer. Junte o coco, misture tudo e vá juntando a mistura dos ovos delicadamente e até estar tudo bem envolvido. Deite o preparado numa forma untada. Eu optei por fazer numa forma retangular alta (tipo bolo inglês), por isso a cozedura demorou um pouco mais. Neste caso, cozeu em forno pré-aquecido a 190º durante 50 minutos.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável! 
Deixo-vos ainda as rosas que florescem sempre por esta altura em casa dos meus pais, são lindas e cheiram a doce e a amor, cheiram a maio...


sábado, 6 de maio de 2017

Mousse de chocolate com três ingredientes

Com três palavras apenas se escreve a palavra Mãe.
Ao carinho, juntei três ingredientes,
Fiz alimento para adoçar a alma de alguém...
Mulher, amiga sofredora, protetora. Minha Mãe.

Ingredientes:
1 lata de leite condensado cozido (usei do cozido magro)
1 tablete 200 gr de chocolate com 55 a 70% de cacau, conforme o gosto
7 claras de ovo
Raspa de laranja (opcional)

Preparação:
Derreta o chocolate em banho maria. Bata o leite condensado com a batedeira elétrica até que fique sem grumos, completamente macio e homogéneo. Junte o chocolate derretido e continue a bater. À parte bata 7 claras em castelo firme e depois vá juntando ao preparado de chocolate e batendo com a vara de arames. Por fim (opcional) junte a raspa de 2 laranjas para aromatizar e envolva tudo. Leve ao frio. No momento de servir decore com raspas de chocolate branco e mais raspa de laranja.

Bom apetite e feliz Dia da Mãe para todos.
A leiteira na foto era da minha mãe, onde ela ía buscar o leite quando era criança 💕




quinta-feira, 4 de maio de 2017

Salmão com salada de quinoa e bróculos





Já tinha comido quinoa algumas vezes, mas nunca tinha experimentado cozinhá-la. Li algumas dicas e correu bem à primeira, até porque não é nada difícil. Ficou muito saborosa. É um alimento que absorve bastante os sabores, pelo que, se for bem temperada e misturada com outros ingredientes, fica deliciosa. Gostei mesmo muito e vou repetir. Vai passar a ser um alimento consumido com mais regularidade cá em casa, até porque o meu marido gostou. Ele nem é muito dado a certas experiências... mas está cada vez melhor, há que dizer. Come de forma muito mais saudável e por sua própria iniciativa (às vezes...), o que significa que fiz um bom trabalho e que o paladar também se educa, mesmo nos adultos!
Em relação à quinoa, o truque passa por lavá-la e deixá-la escorrer antes de cozinhar; cozê-la em água quente e utilizar duas medidas de água para cada medida de quinoa. Este alimento pertence ao grupo das sementes, no entanto a utilização é semelhante à do arroz ou do couscous. Rende mais do que qualquer um deles, pois cresce imenso. Uma chávena de chá é suficiente para 4 pessoas. Experimentem e deixem a vossa opinião sobre este super alimento, que está agora na moda mas, na verdade, é muito antigo, usado pelos povos da América Central e Latina desde há mais de 3000 anos.

Ingredientes para 4 pessoas:
1 chávena de chá cheia de quinoa
4 a 6 lombos de salmão
300 gr de bróculos
Sal e pimenta qb
0,5 dl de azeite
1 colher de café de oregãos
1 dente de alho
Tomates cereja qb
Coentros frescos qb
Sumo de uma lima

Preparação:
Comece por cozer os bróculos em água e sal com um dente de alho esmagado. Coza-os com o tacho destapado para ficarem mais verdes e não os deixe cozer demais para não se desfazerem. No fim reserve os bróculos e o caldo à parte.
Lave a quinoa em água corrente debaixo de um passador de rede. Depois escorra-a bem e deixe-a a secar uns 5 minutos. Coloque duas chávenas de caldo de cozer os bróculos num tacho. Deixe ferver. Junte a quinoa, mexa e deixe cozinhar em lume brando até a quinoa absorver toda a água (12 a 15 minutos).
Deite um fio de azeite numa frigideira, deixe aquecer. Tempere os lombos de salmão com sal e pimenta. Quando a frigideira estiver quente, coloque os lombos de salmão a selar até ficarem tostados de ambos os lados. Leva cerca de minuto e meio a 2 minutos de cada lado ou 3 minutos se gostarem do salmão muito cozinhado. Pessoalmente eu não gosto porque o peixe perde a suculência. Gosto que fique apenas selado. Assim que começa a ganhar cor nas laterais, virar e depois retirar, é assim que costumo fazer.
Depois de cozinhado, retire o salmão, tempere com sumo de lima e regue com o azeite onde o peixe cozinhou. Quando a quinoa estiver cozinhada tempere com sumo de lima, um pouco de pimenta, um fio de azeite (pouco) e coentros frescos, junte os bróculos e misture. Sirva com os lombos de salmão e tomates cereja.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!