sábado, 14 de janeiro de 2017

Bolo mulato de frutas



Este bolo chegou até mim pelas mãos de uma colega de trabalho do meu marido, a Fátima. Ela fez o bolo e levou para o trabalho, o que deixou todos os colegas deliciados! Aquilo por lá são uma cambada de guloso, eu já tenho comentado isso por aqui. Mas são uns gulosos muito simpáticos e o facto de fazerem alguns lanches e partilharem uns docinhos alimenta, não apenas os estômagos, mas também o bom ambiente de trabalho. Eu contribuo de vez em quando para essas doces partilhas e desta vez foi a Fátima quem deixou o pessoal em êxtase com o seu bolo. O Rui fez tantos elogios ao bolo e eu fiquei tão curiosa que, no dia seguinte, também veio uma fatia para mim :) Os elogios eram totalmente merecidos! O bolo, receita moçambicana que a colega recebeu das mãos de uma familiar, é magnífico! Muito guloso, daqueles bolos difíceis (mesmo muito difíceis...) de parar de comer. A receita original não me foi entregue, devido à promessa feita à detentora da receita original de a manter em família. Mas, com uma receita idêntica, que a Fátima teve a gentileza de enviar, e a ajuda do meu palato, lá consegui reproduzir o bolo. Fiz uns ajustes à minha maneira, nomeadamente a inclusão do mel e do rum, para me aproximar do sabor original. Não sei se a receita tinha esses ingredientes, pois a Fátima é de palavra e continua a não revelar os segredos, mas eu fiz assim e partilho convosco todos os ingredientes e passos, garantindo-vos que ficou muitooo bom.

Ingredientes:
1 chávena de açúcar mascavado
Meia chávena de mel
2 chávenas de farinha de trigo
3 ovos
1 colher de chá de fermento
1 colher de café de bicarbonato de soda
1 colher de chá de canela
1 colher de café de noz moscada moída
Raspas de 1 laranja
6 colheres de sopa de manteiga
1 chávena e meia de vinho do Porto
3 colheres de sopa de rum
Meia chávena de passas (usei passas Moscatel)
Meia xícara de sultanas douradas
1 chávena de frutas cristalizadas (usei apenas cereja)
Meia chávena de ameixas secas
Meia chávena de tâmaras
Meia chávena de nozes ou amêndoas picada

Nota: use sempre a mesma medida de chávena, a que eu usei tem capacidade para 1,8 dl de líquido. Se usarem sempre a mesma medida em todos os ingredientes, vai correr bem!

Preparação:
Na véspera misture todas as frutas partidas em pedaços pequenos e junte-as ao vinho do Porto. Deixe a macerar pelo menos 24 horas.
No dia de fazer o bolo, pré-aqueça o forno a 180°. Numa panela de fundo grosso misture as frutas, a manteiga, as passas e sultanas, a fruta cristalizada, o açúcar e uma chávena de água. Leve ao lume médio/alto e deixe ferver durante 15 minutos, mexendo de vez em quando. A 5 minutos do fim deste processo, junte o rum. Depois deixe arrefecer a mistura completamente. De seguida, junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Junte todas as frutas cristalizadas e secas que, entretanto, absorveram todo o vinho do Porto. Junte a raspa da casca de uma laranja. Misture bem. Por fim junte todos os ingredientes secos (a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio e as especiarias). Envolva tudo. Unte um tabuleiro retangular ou quadrado (30 x 30, por exemplo) e coloque lá a massa. Leve a cozer ao forno durante 30 minutos. Deixe arrefecer quase totalmente antes de desenformar.

Bom apetite e bom fim-de-semana!


2 comentários:

  1. Esse bolo ficou bem frutado. :-)

    Beijinhos e uma boa semana,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. A tua adaptação não deve ter ficado nada atrás do bolo original! Esse bolo tem mesmo cara de viciante, tão húmido e aromático :)

    ResponderExcluir