terça-feira, 1 de março de 2016

Empada de frango, cogumelos e alho francês com aroma de farinheira




A mais tenra das massas... amanteigada, que se derrete na boca. De preferência morna, acabada de cozer... Um recheio suculento, saboroso, cremoso. É assim que gosto de uma empada, seja ela do que for. Quando vi que o desafio deste mês no grupo "Dia Um... Na Cozinha" era o de fazer empadas, pareceu-me muito bem. Gosto particularmente de fazer massas. Massa de rissol, de pizza, de coscorões, de pão, pasta fresca... Amassar, esticar e tender, com as mãos e sem a ajuda da batedeira, é uma tarefa que relaxa e que é muito gratificante porque permite observar o que vai nascendo de um ingrediente tão simples como a farinha quando misturado com água e/ou gordura. Fazer uma massa é gerar um filho muito querido na cozinha. A massa tem que ser acarinhada, às vezes tem que esperar, voltar a ser amassada com muita alma e repousar outra vez. Fazer massa é um trabalho de paciência, como tudo o que dá mais prazer na cozinha. 
Esta massa de empada (sem fermento!) é das mais deliciosas que já provei, muito amanteigada e ligeiramente quebradiça. Como dizem os chefs de cozinha (que não usam margarinas, mas apenas azeite e manteiga), tudo o que leva manteiga é delicioso. E eles têm razão, esta massa é um bom exemplo disso e eu acho que era capaz de comer só a massa, mesmo sem recheio... na verdade, até crua é boa (sei porque provei, como provo todas as massas cruas), mas pronto, agora já estou nos meus devaneios de pessoa extremamente gulosa! Não digo mais nada, vou para a cozinha preparar um jantar e um bolo porque a mamã hoje faz anos e o dia é dela! O pai do meu marido também faria, 88... e ele também gostava de comer bem.
Deixo-vos a receita da empada, que foi devorada cá em casa em apenas duas refeições!

Ingredientes para uma empada grande (serve 4 a 5 pessoas)

Recheio:
Meio frango
1 alho francês grande
1 cebola média
1 cenoura grande
1 dl de azeite
2 colheres de sopa de manteiga
3 cravinhos
1 folha de louro
Meia farinheira
100 gr de cogumelos brancos
0,5 dl de vinho branco 
Sal e pimenta qb

Massa: 450 gr de farinha de trigo sem fermento, 130 gr de manteiga sem sal, 70 gr de banha de porco, 1 colher de chá de sal fino, 2 colheres de sopa de leite frio, 1 ovo inteiro + 1 para pincelar

# Comece por arranjar o frango, retirando as gorduras maiores e partindo-o em pedaços. Deite o azeite num tacho e aloure aí a carne. Tempere de sal e vire os pedaços para os alourar ligeiramente de todos os lados. Depois junte a folha de louro, os cravinhos, a cebola cortada em meias luas finas, a parte verde do alho francês cortado em juliana e a cenoura cortada em pequenos cubos. Regue com 0,5 dl de vinho branco e deixe estufar tudo, com o tacho tapado, durante 30 minutos. 
# Faça a massa. Deite a farinha na bancada, junte o sal fino e misture bem. Abra uma cova no meio e junte as duas gorduras à temperatura ambiente e cortadas em pedaços. Se fizer isto de verão, convém que a manteiga e a banha tenham saído do frigorífico. Vá amassando com a ponta dos dedos até obter uma consistência areada. Depois junte o ovo inteiro e o leite frio e amasse tudo muito bem com as mãos até ter uma massa lisa e consistente. Faça uma bola, enrole-a em película aderente e deixe-a repousar no frigorífico por 30 minutos.
# Enquanto a massa espera, termine o recheio. Desfie todo o frango estufado e reserve juntamente com o molho e legumes, retirando apenas os cravinhos e a folha de louro.
Corte o alho francês que sobrou (a parte branca) em juliana fina. Num tacho deite 2 colheres de sopa de manteiga, deixe aquecer ligeiramente e junte o alho francês. Deixe cozinhar até este começar a amolecer, mas sem ganhar cor. Nesse momento junte meia farinheira sem a pele e esmague-a com um garfo. Junte os cogumelos laminados, tempere de sal e deixe cozinhar tudo, envolvendo bem, durante cerca de 3 minutos. Quando os cogumelos e o alho francês estiverem cozinhados, junte todo o frango desfiado com os restantes legumes e molho do estufado. Retifique de sal e tempere com um pouco de pimenta. Deixe cozinhar uns minutos até obter um preparado cremoso mas sem molho líquido. Assim que estiver pronto, espalhe tudo num tabuleiro para ajudar a arrefecer.
# Pré aqueça o forno a 220º. Com a ajuda de um rolo, estique a massa. Unte uma tarteira de tamanho standart e forre-a com uma placa de massa. Adicione o recheio depois de arrefecido. Cobra com outra placa de massa e ajeite as extremidades. Faça um pequeno furo, com a faca, no centro da massa para sair o vapor. Se desejar, enfeite esse meio, disfarçando o furo com um pequeno coração, flor ou outro enfeite de massa. Pincele com ovo batido e leve a empada ao forno pré aquecido a 220º durante 30 minutos. Sirva quente ou morna, acompanhada de uma salada verde.

Bom apetite e bom mês de março para todos!



4 comentários:

  1. Huuummm... que delícia, Susana! Ficou divina, bem que me fartava deste pedaço tentador!

    Bjs e um ótimo dia! =)
    Vivendo e Aprendendo
    Fotos e Prosas

    ResponderExcluir
  2. Não tenho experiência com empadas, nunca fiz e só provei uma ou duas, mas tenho de experimentar fazer uma assim! Deve ficar muito saborosa :)

    ResponderExcluir