quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Bife Wellington com Marmelos Estufados em Vinho do Porto # Feliz Ano Novo


Aqui está uma receita perfeita para um jantar festivo! Para a passagem de ano ou para o dia de Ano Novo, para quem ainda/já estiver acordado à hora de almoço... Eu não sei se vou estar, por isso mais vale deixar-vos já hoje a última sugestão deste ano e desejar-vos que 2016 seja repleto de muita saúde, boas receitas, bons amigos para as partilhar à mesa e muitos sucessos a todos os níveis.
Este Bife Wellington, uma receita que se serve por todo o mundo, foi batizado de Bife Magnusson na extinta Taberna 2780, restaurante de um benfiquista, que resolveu tornar gloriosos os nomes de alguns pratos, quanto a mim, com muito bom gosto ;)
O meu marido ofereceu-me o livro de receitas da Taberna, um conjunto muito interessante, pelas sugestões, pela simplicidade, pela forma como está escrito, pelas fotos. É o livro ideal para se poder tornar num verdadeiro chef em casa, mas implica que, de certa forma, que domine algumas noções e técnicas de cozinha. Já tenho tirado várias ideias deste livro e, desta vez, fiz o dito bife, em doses individuais, como era servido no restaurante. Também o podem confecionar num lombo grande, único, que serve a todos. As doses individuais têm a vantagem de possibilitarem servir nacos mais ou menos mal passados, conforme o gosto de cada um.
De uma forma ou de outra, experimentem este clássico. Deem largas à imaginação em relação aos acompanhamentos, eu escolhi estes, diferentes dos que são sugeridos no livro, vocês podem experimentar outros. Divirtam-se a fazer o prato e deleitem-se a saboreá-lo. Saiam bem de 2015 e entrem melhor no novo ano! Bons cozinhados, bom apetite, feliz 2016!
 
Ingredientes para 4 pessoas:
800 gr de lombo de bovino ou outra peça muito tenra (usei coração de alcatra) 
1 ovo
400 gr de cogumelos variados
8 fatias de presunto de boa qualidade
50 gr de mostarda (usei de Dijon)
1 ramo de tomilho
4 dentes de alho
50 ml de vinho branco
Sal e pimenta qb
Manteiga qb
2 embalagens de massa folhada retangular de compr
1 colher de chá de sementes de papoila (opcional)
Para acompanhar: 8 batatinhas novas, 1 molho de espinafres salteados, 2 marmelos maduros

Preparação:
Para os marmelos: descasque os frutos e corte-os em cubos. Coloque-os num tacho com 2 dl de Vinho do Porto, 1 pau de canela, 1 cravinho e 4 colheres de sopa de açúcar mascavado. Deixe estufar até os marmelos estarem macios e o Porto ter reduzido para metade, de forma a obter um molho espesso.  Se vir que está a ficar muito seco, junte um pouco mais de vinho e deixe reduzir em lume brando. No final tempere com umas gotas de vinagre balsâmico reduzido (opcional).
Coza as batatas com pele e termine-as na frigideira para tostarem e salteie os espinafres em azeite e alho.

Entretanto prepare a carne. Aqueça o forno a 210º. Corte a peça em 4 nacos e tempere-os com sal e pimenta preta. Frite numa frigideira com um fio de azeite durante uns segundos de cada lado (eu deixei cerca de 40 segundos de cada lado para a carne selar mas, se quiser o bife mais bem passado, deixe ficar vários minutos até a carne estar a gosto, não esquecendo que ainda vai ao forno).
Retire do lume e reserve, deixando arrefecer. Na mesma frigideira aloure, com manteiga, os dentes de alho picados e junte os cogumelos e o tomilho. Borrife com o vinho branco, tempere de sal e pimenta. Deixe cozinhar cerca de 5 minutos. Retire e escorra o excesso de molho. Deixe arrefecer e pique os cogumelos.
Com a ajuda de uma espátula, barre os nacos de carne com mostarda. Depois ponha uma camada de cogumelos picados a toda a volta da carne. Envolva cada naco de carne em duas fatias de presunto, tentando que fique bem apertado e bem fechado para que a carne conserve os seus sucos.
Estenda a massa folhada e embrulhe cada naco de carne já "escondida" pela mostarda, cogumelos e presunto. Feche a massa. Pincele com ovo batido. Eu polvilhei com sementes de papoila, mas é opcional.
Leve os embrulhos ao forno previamente aquecido durante 12 a 15 minutos, até a massa estar dourada.
Sirva com os marmelos estufados, as batatinhas e a verdura.

Bom apetite e feliz Ano Novo!









3 comentários:

  1. Ontem vi na tv uma receita parecida com essa, mas essa parece-me muito melhor! Beijinhos e bom ano!

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha provado, é muito bom. E as doses individuais é melhor porque há pessoas como eu que gostam da carne bem passada... Um bom 2016 para todos!!

    ResponderExcluir
  3. Nunca provei! Fica tão adorável :D Só não gosto da carne semi-crua, e talvez ficasse seca se fosse mais cozida :P

    ResponderExcluir