sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Creme de abóbora e camarão com manjericão fresco



Tempo de outono é tempo de abóboras. É tempo de frutos secos, castanhas, figos, nozes, também a batata doce, que eu tanto gosto e que consumo durante todo o ano. Nesta semana de Halloween as abóboras ganham ainda mais graça, servem para cozinhar, para brincar, para assustar. São deliciosas em pratos salgados e doces. De facto é um alimento de que gosto bastante e que consumo todas as semanas. No fim de semana passado resolvi fazer novamente aquela que foi a primeira receita do blog, já há dois anos (xii... que eternidade ;) ). É uma receita de abóbora recheada e assada no forno, que retirei do romance "Mil dias em Veneza", que fala sobre esta magnífica cidade italiana, sobre amor e sobre comida, comida deliciosa, capaz de apaixonar e de fazer os sentimentos tornarem-se eternos. Gosto muito de Veneza. Visitei pela primeira vez era pouco mais do que adolescente e voltei anos depois com o meu marido, numa primavera cheia de sol, de calor e de amor.

Ingredientes para o creme de abóbora e camarão:
1 litro de caldo de camarão (400 gr de camarão - só cabeças)
500 gr de abóbora
Meio alho francês
1 cebola
Azeite qb
Sal qb
Folhas de manjericão fresco

Preparação:
Em primeiro lugar faça um caldo de camarão simples. Tenha 400 gr de camarão e utilize apenas as cabeças. Eu tinha feito uma receita em que utilizei apenas o miolo de camarão, por isso usei as cabeças para o caldo. O caldo pode ser feito e congelado para utilizar posteriormente, quando necessário. Coloque as cabeças de camarão num tacho e junte um litro de água sem sal (todos os caldos, de legumes, carne, peixe ou marisco, devem ser feitos sem sal, este é adicionado posteriormente, quando vamos utilizar o caldo no cozinhado). Deixe ferver as cabeças de camarões durante 30 minutos. Depois esmague as cabeças no caldo para libertarem mais suco e sabor, coe e reserve ou congele o caldo se não o for utilizar imediatamente. 
Para a sopa: neste caso fiz a sopa com o resto da abóbora assada. Se fizer este creme de raiz, pode utilizar abóbora crua. Se assim for, deite um generoso fio de azeite numa panela, junte a cebola em meias luas, o alho francês grosseiramente cortado e a abóbora em pedaços. Se utilizar abóbora já cozinhada, junte só os outros legumes com o azeite e depois junte a abóbora mais tarde.
Tempere os legumes com sal e deixe refogar muito levemente, sem que ganhem cor. Assim que começarem a amolecer, junte o caldo de camarão. Retifique o sal e deixe cozinhar até os legumes estarem macios. Se tiver abóbora previamente cozinhada, como eu tinha, junte-a a 5 minutos do fim da cozedura. Junte também um pouco de picante se gostar (juntei uma malagueta pequena).
Quando os legumes estiverem macios, retire do lume e triture tudo com a varinha mágica até obter um creme sedoso. Sirva com umas gotas de azeite para finalizar e folhas de manjericão fresco.
De seguida deixo-vos novamente a receita da abóbora recheada, que fiz com uma das abóboras do terreno dos meus pais. Era linda, de tamanho perfeito para este prato!

Abóbora assada, recheada com cogumelos e queijos

Ingredientes:
1 abóbora com cerca de 2 kg (serve de entrada para 8 pessoas)
100 gr cogumelos brancos
100 gr de cogumelos marron
200 gr cogumelos Portobello ou outros (a ideia é usarmos uma mistura de vários cogumelos, desta vez utilizei pleurotus, além das outras variedades já indicadas)
1 cebola média e 2 colheres de sopa de manteiga para saltear a cebola e cogumelos
200 gr queijo ementhal ralado
200 gr queijo creme magro (ou mascarpone)
50 gr parmesão ralado
50 gr mozarela ralada (usei mozarela magra, com baixo teor de gordura)
2 ovos inteiros batidos
sal, pimenta, noz moscada qb ralada na altura
3 nozes inteiras raladas ou outro fruto seco de casca rija
2 fatias de pão grandes (tipo pão de mafra ou alentejano)

Preparação:
Retirar a "tampa" da abóbora e reservar. Com uma colher, retirar as pevides e fios da abóbora crua, retirando também um pouco da polpa, mas deixando umas "paredes" na abóbora para que esta mantenha a estrutura e aguente ir ao forno. Esfregue o interior da abóbora com sal para a polpa ganhar sabor.
Numa frigideira grande, refogar ligeiramente a cebola em manteiga. Juntar os cogumelos laminados grosseiramente. Temperar com sal e pimenta e saltear até estarem macios. No fim, adicionar as nozes e a noz moscada generosamente, tudo ralado no momento. Se for possível fazer uma loucura (eu não fiz e nunca provei dessa forma), o ideal (e que a receita original recomenda) é juntar, em vez da noz, 2 trufas negras raladas. Mas as trufas são caríssimas e poucos acessíveis à maioria das carteiras, eu nunca provei, mas acredito que seja delicioso...
Bater os ovos numa tigela e juntar todos os queijos. Temperar com sal e pimenta qb. Misturar tudo e adicionar à mistura dos cogumelos. No forno, a 180º, tostar as fatias de pão durante 10 a 15 m (também podem ser torradas na torradeira até o pão ficar bem crocante). Cortar o pão em cubinhos e adicionar ao preparado. Colocar todo este recheio dentro da abóbora crua. Voltar a pôr a "tampa" da abóbora e levar ao forno a 190º durante aproximadamente 2 horas ou até a abóbora estar macia.
Ao servir devemos retirar colheradas de recheio e de polpa da abóbora ao mesmo tempo. A mistura é excelente e o prato é muito completo, pois tem imensa proteína. E temos a abóbora, cheia de vitaminas e excelente para a saúde. Também podemos servir esta abóbora como prato principal acompanhando-a de uma salada verde, de agrião por exemplo (rico em cálcio e ferro, entre outros minerais).




2 comentários:

  1. Apesar de ser uma sopa, este creme de abóbora é, de facto, muito bom! Até porque sabe muito a camarão!! Daí talvez eu ter gostado tanto! Recomendo vivamente! Tal como Veneza onde, de facto, já fomos muito felizes!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste, da sopa, de Veneza, de tudo :)

      Excluir