terça-feira, 26 de agosto de 2014

Espetada de novilho à madeirense com milhos fritos



De ambas as vezes em que estive na maravilhosa ilha da Madeira não dispensei pelo menos uma refeição de espetada de novilho em pau de loureiro acompanhada de milhos fritos. É um prato realmente simples e delicioso. Uma das mais valias desta iguaria é a qualidade da carne e o sabor intenso a louro. O louro liga muito bem com carne e, com estes nacos tenros de novilho, melhor ainda... O outro ponto de interesse do prato são os milhos. Trata-se de uma papa grossa de milho, cozida ao lume e que, depois de arrefecida e solidificada, é frita em cubos e faz uma fantástica parceria com a espetada de carne. Há uns anos experimentei fazer esta receita e agora repeti-a e ficou outra vez muito boa.
O outro ponto de interesse da refeição é o bolo do caco comido a acompanhar o prato principal ou como entrada, com manteiguinha de alho a escorrer... hum! E a vista para o mar?! escolha um restaurante com uma boa vista de preferência, mas priorize sempre a qualidade da comida, pois isso é o que mais interessa. Informe-se na internet e junto de alguns locais para ver se a opinião coincide. escolha o seu restaurante e delicie-se! Se não for até à Madeira, pode sempre trazer os sabores da ilha até si e experimentar a receita caseira que aqui sugiro ;)

Para a espetada escolha uma carne de novilho tenra conforme o seu gosto. Espete os pedaços em paus de loureiro e intercale algumas folhas de louro entre os quadrados de carne para dar mais sabor. Tempere de sal só no momento de cozinhar e grelhe a seu gosto.

Para os cubos de milho fritos à madeirense:

Eu fiz uma espécie de palitos grossos para ser diferente, mas podem cortar da forma mais tradicional, em cubos, tal como costuma ser servido na Madeira.

Quantidades para quatro pessoas:

2 chávenas de chá de farinha de milho amarela
8 chávenas exatamente iguais de água
4 dentes de alho ralados muito finamente
0,5 dl de azeite
150 gr de couve para caldo verde (costumo usar pacotes de couve já cortada e depois ainda pico mais finamente com a faca para ficar um corte mesmo miudinho)
Sal qb
Óleo para fritar

Preparação:

Deite o azeite e os alhos ralados ou picados muito fininhos num tacho. Deixe começar a "estalar", mas sem queimar, só para libertar o sabor do alho. Nesse momento junte a água e deixe levantar fervura. Dissolva a farinha num pouco de água fria e, quando a água do tacho estiver a ferver, deite lá a farinha e mexa muito bem para fazer umas papas de milho. Ao mesmo tempo junte a couve. Tempere de sal e misture tudo. Vá mexendo com uma colher de pau para não ganhar grumos e deixe a farinha cozer em lume médio. Cuidado para não pegar. Deixe as papas de milho cozerem cerca de 5 minutos. Quando tiver uma papa de consistência sólida, desligue o lume, coloque o preparado num tabuleiro e deixe arrefecer (ver fotos). Leve ao frigorífico pelo menos 3 horas (pode fazer isto de um dia para o outro, se preferir).
No momento de fritar, aqueça óleo bem quente. Corte a massa, que entretanto solidificou totalmente, em palitos ou cubos e frite até os milhos estarem bem lourinhos.

Eu acompanhei a espetada com estes milhos e com um feijão verde que trouxe da horta dos meus pais, que foi cozido e temperado com azeite e alho (No mesmo tacho onde cozeu o feijão, escorra a água e deite um fio de azeite, bem como um dente de alho bem esmagado, com casca e tudo. Misture bem e deixe o feijão tomar um pouco o aroma do alho antes de servir).

Bom apetite!




Um comentário:

  1. Mas que maravilha! Adorei esta deliciosa refeição.
    Fantástica.
    Bjs

    ResponderExcluir