sexta-feira, 25 de julho de 2014

Ervilhas guisadas com chouriço, ovos escalfados e aroma de hortelã


Entre favas e ervilhas, esta semana comeram-se muitas leguminosas verdes cá em casa. São alimentos saborosos, nutritivos e fáceis de preparar. Este prato fez-me lembrar a infância, na altura em que não havia (ou pelo menos não eram minhas conhecidas) as ervilhas congeladas.  A minha mãe comprava ervilhas frescas, na época delas, e pedia a minha ajuda para as descascar. Era um trabalho giro porque, de vez em quando, havia bolinhas verdes a saltar pela cozinha e nesses momentos eu parava de descascar com o pretexto de ir procurar os berlindes verdes fugidos. Também era uma tarefa compensadora porque o alguidar ficava cada vez mais cheio de ervilhas, enquanto o monte das vagens verdes dava lugar a um aglomerado de cascas. Aos olhos de uma criança parecia, inicialmente, uma tarefa impossível de concluir, mas conforme o monte de bolinhas ia crescendo dentro do alguidar, eu passava a acreditar que o almoço ou o jantar acabaria por se fazer e por ser bom. Normalmente esta era uma tarefa de sábado à tarde.

Ingredientes para duas pessoas
500 gr de ervilhas congeladas ou frescas já descascadas
2 ovos grandes
Meio chouriço de carne de boa qualidade
2 colheres de sopa de azeite
1 dente de alho
1 cebola média
1 tomate maduro grande
Sal e pimenta qb
1 raminho de hortelã
Arroz branco para acompanhar (opcional)

Preparação:
Corte o chouriço em rodelas e deixe-o alourar num tacho anti aderente até ficar ligeiramente tostado. Nesse momento junte a cebola picada e o dente de alho esmagado. Deixe refogar um pouco sem que a cebola ganhe cor. Junte as ervilhas e o tomate maduro bem desfeito, cortado em pedacinhos. Tempere com sal e junte a hortelã. Junte também um pouco de água (muito pouca, cerca de 0,5 dl). Deixe as ervilhas cozinharem no tacho sem tampa até estarem tenras, mas ainda crocantes (30 a 40 minutos).  Os legumes verdes devem cozinhar destapados para manterem o verde vivo e não perderem a cor. Junte colheradas de água quente se necessário, apenas se constatar que as ervilhas estão a secar. Deixe cozinhar em lume médio. No fim retifique o sal e retire o ramo de hortelã.
Entretanto prepare a água de cozedura para os ovos escalfados. Escalfei os ovos à parte para ficarem perfeitamente "no ponto" e não cozinharem demais. Para fazer um ovo escalfado na perfeição (clara cozida e gema líquida), siga os seguintes passos:

- Num tacho deite meio litro de água com duas colheres de sopa de vinagre e não junte sal. O vinagre vai alterar o PH da água e ajuda a clara a ficar em torno da gema e não se separar.
- Deixe a água ferver e, quando isso acontecer, reduza o lume para obter uma fervura suave (só com umas bolinhas a formar na água).
- Com uma colher agite a água em círculos para formar um remoinho no meio do tacho.
- Entretanto deve ter partido um ovo para dentro de uma chávena ou tigela.
- Quando o remoinho estiver pronto, deite o ovo com muito cuidado no centro do remoinho e deixe-o cozinhar assim entre 2,5 a 3 minutos, até estar no ponto explicado anteriormente.
- Assim que a clara estiver cozinhada, retire. Se desejar a gema mais cozida, só líquida no meio, mas com uma camada sólida à volta, deixe o ovo na água mais uns momentos. Faça conforme o seu gosto e não se esqueça que o ovo só é temperado no fim.
- Os ovos têm que ser escalfados um de cada vez. Quando prontos, retire com uma espumadeira.
- Depois de cozinhados, tempere com sal e pimenta.
Disponha os ovos em cima das ervilhas com chouriço e abra o ovo, deixando escorrer a gema, para que a sua cremosidade torne o seu prato ainda mais suculento.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!








Nenhum comentário:

Postar um comentário