quarta-feira, 11 de junho de 2014

Caracóis: o petisco do verão!



Caracóis são "O" petisco do verão. Para quem gosta, claro. Eu adoro! Fui habituada a comer desde pequena e gosto mesmo muito. Dos pequeninos, dos grandes, das caracoletas assadas... na família todos gostamos e os nossos amigos, quase todos, apreciam bastante. Há mesmo um tal amigalhaço que faz concursos de "comesaina caracolesca" comigo ;) Ele acha que tem o melhor ritmo a comer os "ranhosos", mas eu bem sei que, se não me distrair, o ultrapasso. No fim do petisco sou sempre eu quem tem o maior monte de cascas de caracóis (vergonha... ou não!).
Por tudo isto e muito mais que se prende com a vontade de convivermos e estarmos juntos em torno da mesa, assim que chega o verão, temos sempre a tradição de inaugurar a "época do caracol" e a "época do churrasco". Na verdade, não é preciso esperarmos pelo solstício de verão para fazermos os bichinhos. Este ano comi caracóis pela primeira vez em maio. E agora, aproveitando o feriado do 10 de junho, confecionei-os para os amigos. Serviu como entrada de um churrasco à maneira. Estava tudo muito bom!

Fiquem com a receita... (para 2 quilos de caracóis)

Lave os caracóis em várias águas até largarem toda a sujidade. Depois coloque-os dentro de um tacho com água a cobrir os caracóis. A água não deve ter sal para que os caracóis não se escondam. Coloque o tacho em lume brando para o calor ir atingindo os caracóis lentamente e estes irem saindo da casca. Se o lume estiver demasiado alto e o calor for muito intenso os caracóis podem esconder-se.
Quando verificar que estão todos mortos e com a cabeça de fora, ponha o lume no máximo e adicione os temperos: um punhado de sal grosso por cada quilo de caracóis, neste caso, dois, 1 cabeça de dentes de alho esmagados, 2 folhas de louro, uma cebola inteira espetada com 3 cravinhos, 1 fio de azeite, 1 colher de chá de mistura de pimentas em grão, 1 malagueta, 3 cubos de caldo de galinha. Junte isto tudo de uma vez e deixe cozinhar, sempre a ferver, durante 20 minutos. Vá retirando, com uma escumadeira, a espuma que se forma.
No fim, desligue o lume e só neste momento mexa os caracóis com um ramo de oregãos secos ou, se não tiver o ramo, deite um bocadinho pouco de oregãos (1 colher de cchá, mais do que isso vai deixar os caracóis amargos). Mexa bem e deixe ficar ao lume com o calor restante para apurar um pouco o sabor. Os caracóis não devem ser cozinhados mais do que os 20 minutos para não ficarem demasiado moles.

O caracol é um alimento muito saudável, com pouco colestrol, baixas calorias e, por outro lado, muitos sais minerais, nomeadamente o cálcio.


3 comentários:

  1. Gosto muito deste petisco! Tenho uns quantos biológicos há espera de serem confecionados!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Se são biológicos, melhor ainda, que privilégio :) Beijinhos e bons cozinhados!

    ResponderExcluir