quinta-feira, 8 de maio de 2014

Carne de Porco à Alentejana


Este é um dos pratos preferidos do meu marido. Quando estamos de férias em zona de praia e pescadores, eu costumo comer, quase sempre, peixe grelhado (sardinhas numa grande percentagem das vezes: ADORO).
Mas o barco de pesca que fornece o prato dele traz sempre... carne! O rapaz lá vai dizendo que a Carne de Porco à Alentejana tem as ameijoas, que vêm do mar e tal... Mas a verdade é que ele é mesmo muito guloso! Esta receita tradicional da gastronomia portuguesa conjuga alguns dos ingredientes que o meu marido mais aprecia: carne, ameijoas e batatas fritas! Eu também gosto do prato, até porque sou mocinha de gostar de tudo, por isso não me faço rogada para comer este petisco.
A carne que deu corpo a esta receita era tenríssima. As ameijoas não eram muito grandes, mas eram de boa qualidade e saborosas, pelo que a receita saiu muito bem. Trata-se da minha versão da Carne de Porco à Alentejana.

Ingredientes (para 4 pessoas)
1 kg de rojões de porco bastante tenros (lombo cortado em cubos)
1 kg de ameijoas de boa qualidade
5 dentes de alho
5 folhas de louro
2 colheres de sopa de massa de pimentão
Sal e pimenta qb
1 raminho de salsa e coentros
Azeite e banha
1 dl de vinho branco
Rodelas de limão, coentros, pickles e azeitonas para guarnecer
Batatas fritas para acompanhar

Preparação:
Esta carne foi arranjada, limpa das gorduras excessivas e deixada a marinar de um dia para o outro. Temperei com a massa de pimentão, os alhos esmagados, as folhas de louro, pimenta, muito pouco sal (coloquei mais no momento de confeção da carne) e alguma salsa picada. Envolvi a carne nisto tudo, coloquei num pirex e tapei com película aderente. Ficou assim, no frigorífico, durante uma noite.
No momento de confecionar a carne temperei-a com sal. Deitei 2 colheres de sopa de banha e 3 de azeite numa frigideira funda, tipo sertã, e deixei aquecer bem. Fritei a carne nas gorduras até estar ligeiramente tostada por fora. Quando todos os pedaços estavam alourados, juntei o vinho branco e deixei acabar de cozinhar. Convém confirmarmos que a carne está cozinhada, cortando um cubo de carne ao meio. Nos últimos 5 minutos juntei as ameijoas e misturei tudo. Quando estas abrirem, o prato está concluído.
Coloquei numa travessa e guarneci com gomos de limão, coentros grosseiramente picados, azeitonas pretas e pickles cortados em pedacinhos. Servi com a batata frita à parte, pois é como o maridão mais gosta, apesar da receita tradicional indicar que se misture tudo.

Bom apetite!

3 comentários:

  1. Confirmo!! É um prato fantástico e este em concreto ficou muito bom! Como sempre, mérito da cozinheira!! Sublinho apenas que acho que fica sempre melhor - como foi o caso - com as batatas fritas servidas à parte e não misturadas com a carne, porque assim mantêm-se estaladiças mais tempo!

    ResponderExcluir
  2. Para mim o conceito dde gourmet é mais cheio... O prato e o copo!

    ResponderExcluir