sábado, 21 de dezembro de 2013

Entradas Parte I

Entradas, petisquinhos, amuse bouche, utilizando a expressão francesa que se pode traduzir por "algo para entreter a boca", enfim tudo o que possa ser saboroso para começar a conversa e a refeição, antes de chegarem os pratos principais. Estas iguarias são a minha perdição... Adoro entradas e petiscos, por isso estou sempre a ter ideias novas para os inícios de convívios à mesa.

Deixo-vos algumas sugestões de entradas, boas para a mesa da Consoada ou para qualquer dia de festa e de jantarada em boa companhia.

Uma das ideias são as "tacinhas"  de massa philo, cuja preparação está exemplificada no vídeo da reportagem da RTP. Moldo as tacinhas com a ajuda das formas de cup cakes e levo ao forno a 180º durante muito poucos minutos (5 a 10). Depois podemos rechear as tacinhas com o que preferirmos: queijo, paté, queijos com doces vários, ovos mexidos com farinheira, mistura de farinheira com espinafres e maçã, etc.  
Claro que os queijos também podem ser servidos numa tábua apenas acompanhados de um bom pão ou tostas. Ou numa travessa, acompanhados de alguns sabores que liguem bem, como estes exemplos: fatias de queijo de cabra com folha de manjerião e tomate cereja, as mesmas fatias de queijo com requeijão e doce de abóbora e, por fim, com mel e sementes de sésamo. Sempre o mesmo queijo, três sabores diferentes!


O tradicional requeijão com doce de abóbora, onde eu também gostos de juntar nozes, também constitui uma boa entrada ou sobremesa, dado que é um prato que se adapta bem a qualquer uma das hipóteses. Costumo escolher um requeijão de Seia, cremoso e delicioso.


Outra receita que já deixei aqui no blog foi o paté de fígados de aves. Paté caseiro, que podemos fazer e temperar à nossa maneira, com pimenta, com ervas aromáticas, com umas colheradas de bebida alcoolica a nosso gosto. Também podemos juntar frutos secos ao paté e dar largas à imaginação para fazer algo delicioso. A receita do paté de fígados de aves: Cozinhei 500 gr de fígados em manteiga, temperados com pouco sal e bastante pimenta moída. Juntei 2 colheres de sopa de aguardente velha e deixei cozinhar numa frigideira até os fígados estarem no ponto, sem deixar secar em demasia. Depois de arrefecidos, triturei no processador de alimentos até obter uma pasta. Neste momento juntei uma colher de sobremesa de vinagre balsâmico e, depois de tudo pronto, 2 colheres de sopa de pimenta rosa em grão. Se virem que o paté está muito espesso, juntei um pouquinho de água morna e retifiquem o sal.



Sugiro ainda uma entrada quente, esta mais adequada para ser servida já no prato, pois requer faca e garfo: cogumelos recheados. São cogumelos castanhos dos grandes, ótimos para rechear. Desta vez fiz com espinafres, pedacinhos de presunto e o interior dos cogumelos picados. Salteei tudo em azeite e alho e recheei os cogumelos. Não necessita de sal, pois o presunto já dá o sabor necessário à receita. Por cima guarneci com queijo ralado (mozarella light neste caso) e levei ao forno por uns 20 minutos a 190º.
Espero que gostem das sugestões. Em breve trago-vos outras diferentes, mais umas pitadas de imaginação para entreter as bocas, a primeira hora do jantar e as conversas animadas entre amigos :)

Bom apetite e Boas Festas!





3 comentários: