terça-feira, 26 de novembro de 2013

Lombos de garoupa enrolados em alho francês e bacon

Como tenho mais uma receita de peixe para partilhar convosco, não resisto a transcrever um excerto de um texto do livro de Miguel Esteves Cardoso, "Como é linda a puta da vida". O MEC é, reconhecida, oficial e orgulhosamente, muito guloso e um grande garfo! Gosta de comer, principalmente tudo o que é produto português. Eu acredito mesmo que ele podia ser um embaixador oficial da nossa gastronomia e estaríamos muito, muito bem servidos  Deixo-vos uma pequena parte de um texto delicioso (e útil!) que tem por título "Como pedir peixe". Para lerem tudo, comprem o livro, porque vale mesmo a pena! Não é apenas um relato delicioso de comidas e paparocas, mas também uma descrição maravilhosa de pedaços de vida cheios de amor...

"Como pedir peixe", por Miguel Esteves Cardoso:


(...)"O peixe fresco é de definição complexa. Pode ser um peixe apanhado de madrugada, mesmo ali ao lado, mas basta ter passado duas horas a apanhar sol e calor para perder toda a frescura. Pode ser um peixe apanhado há uma semana e logo congelado a bordo e, se for devidamente descongelado e mantido a baixa temperatura, guarda a frescura.
O peixe fresco é o peixe em bom estado, o mais próximo possível de como estava quando foi pescado.
(...)
O peixe, para ser fresco e bom, tem de ter muito bom aspecto. Se virmos fotografias dos peixes quando estão vivos no mar percebemos que, tal como os seres humanos, são muito mais feios quando estão mortos.
Mesmo assim, o corpo tem de brilhar. Os olhos até podem não brilhar, mas não podem estar afundados. As guelras até podem não ser encarnadas, mas não podem estar castanhas. Mas o teste mais importante é o do dedo: a carne tem de ser elástica. Se deixar impressão digital, não é fresca." (...)


E agora a nossa receita de lombos desta garoupa, um animal lindo, fresco, que tinha quase três quilos e deu estes maravilhosos lombos. Arranjei o peixe, reservando os lombos e aproveitei o resto para fazer o molho. No dia seguinte esse peixe (cabeça, zona do rabo, etc) ainda deu uma maravilhosa omeleta de peixe. Nada se estraga, tudo se aproveita e transforma em pratos deliciosos!



Ingredientes (para 6 pessoas)
1 garoupa de 2,5 a 3 kg arranjada em 6 lombos. Reservar a cabeça e espinhas.
1 cebola
1,5 dl azeite
1,5 dl espumante ou vinho branco
Sal qb
Tomilho limão
8 batatas para puré + 3 dentes de alho esmagados, manteiga, leite, sal e noz moscada para temperar o puré
12 folhas grandes de alho francês
12 fatias de bacon
400 gr de ervilhas cozidas e temperadas com azeite e tomilho

Preparação do prato
Levar a cabeça e “aparas do peixe” ao forno com os temperos, cebola, espumante ou vinho branco e azeite. Deixar cozinhar e aproveitar o molho.
Temperar os lombos e deixar a marinar 2 horas com tomilho limão, salsa, sal qb, um pouco de azeite. Entretanto, escaldar as folhas de alho francês apenas por 2 minutos para ficarem macias e moldáveis.
De seguida enrolar cada lombo de peixe (crus) em 2 folhas de alho francês e, posteriormente, em 2 fatias de bacon. Dispor no tabuleiro e levar ao forno com o molho resultante da assadura da cabeça do peixe para continuar a “apurar” e para a cebola ficar macia. O peixe deve estar no forno a cerca de 200º até estar cozinhado e o bacon estaladiço, mas sem ficar seco (cerca de 20 m ou conforme o tamanho dos lombos).
Fazer o puré de batata com os alhos que também cozem com a batata para dar cremosidade e sabor e, depois de feito o puré bem cremoso, levar ao forno a gratinar um pouco. Cozer as ervilhas e temperá-las com azeite e tomilho.
Empratar tudo com um lombo de garoupa por prato.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

3 comentários: