segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Medalhões de pescada com grão e esparguete de courgette



Peixe, grão e courgette. Poucos ingredientes e bastante simples, aos quais apenas juntei sabor e aromas para ficarem deliciosos e fazerem uma refeição leve e, ao mesmo tempo nutritiva. Depois de um fim-de-semana que foi de grande "comesaina", hoje tinha que ser algo assim :)

Ingredientes para 4 pessoas:
8 medalhões ou lombos de pescada congelados
2 courgettes grandes
1 frasco de grão previamente cozido
4 dentes de alho
0,7 dl de azeite
Salsa ou coentros qb
Sal e pimenta qb
1 colher de sopa de tomate seco em conserva

Preparação:
Deixe o peixe a descongelar de um dia para o outro no frigorífico. Numa frigideira anti-aderente deite um fio de azeite, quando este estiver quente junte o grão cozido e 1 alho ralado ou picado muito finamente. Deixe o grão cozinhar em lume alto para saltear e ficar "frito", vá mexendo para não pegar. Na mesma frigideira coloque os medalhões de pescada, temperados com sal e pimenta, e deixe cozinhar 2 a 3 minutos de cada lado. No fim junte o tomate seco em pedacinhos, envolva tudo no azeite, retire e reserve. 
Entretanto as courgettes já devem estar cortadas em esparguete no espiralizador. Saltei-as em azeite quente, igualmente temperadas com sal e alho muito picadinho. Deixe cozinhar entre 3 a 5 minutos, até estarem tenras, mas não demasiado moles. Vá mexendo. Quando a courgette estiver pronta, retire para um prato, sirva com os medalhões de pescada e com o grão, regue tudo com o azeite resoltante do salteado dos alimentos e polvilhe com salsa ou coentros picados.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Tarte de batata doce e salmão




Uma tarte em que a base é de batata doce, o recheio tem imensas coisas boas e muito saudáveis e ainda é um prato muito saboroso... pois isso é o mais importante! Além de deliciosa, esta tarte é leve, fica muito bonita e dá pouco trabalho, pois tudo entra em cru e o forno é que fica a cozinhar por nós ;).  Por todos estes motivos, acho que é uma sugestão fantástica para prepararem no Dia dos Namorados. Eu já fiz para o meu namorado, que nem sequer é apreciador de peixe, e ele gostou :)

Ingredientes:
600 gr de batata doce 
500 gr de lombos de salmão
150 gr de folhas de espinafres baby
60 gr de tomate cereja
2 ovos
150 ml de nata de soja
Sal e pimenta qb
Sumo de meia lima
1 colher de sobremesa de cebolinho fresco picado
Preparação:
Lave a batata doce e corte-a em rodelas finas, deixando a casca. Unte uma forma tipo tarteira ou forma redonda de fundo amovível e forre todo o fundo e laterais com as rodelas de batata. Não tempere para que o sal não faça sair água da batata nos primeiros minutos de cozedura. Leve ao forno sem nenhum tempero e deixe cozinhar a 200º por 12 minutos. Enquanto a batata coze, corte os lombos de salmão em fatias finas, tempere-os com sal, pimenta e sumo de lima e deixe o peixe marinar durante 10 a 15 minutos.
Retire do forno a forma com a batata doce, esta deve estar cozinhada, mas ainda um pouco rija. Tempere a batata com um pouco de sal e pimenta. Por cima disponha as folhas de espinafres, tempere novamente. Junte as fatias de salmão, de forma a cobrir toda a superfície da forma. Junte alguns tomates cereja cortado ao meio. Bata os ovos com as natas, com um pouco de sal e pimenta e deite esta mistura por cima de todos os ingredientes. Leve ao forno a 200º durante mais 10 minutos. Quando estiver pronto, retire do forno e, antes de servir, polvilhe com cebolinho fresco picado. Sirva com uma salada verde.

Bom apetite! Feliz Dia dos Namorados!


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Bolo de banana, chocolate e aveia



Este é mesmo um "bolo de inverno", excelente para os dias frios. Magnífico para acompanhar café e perfeito para o lanche! É nutritivo e doce, mas não em demasia, não é nada enjoativo. Foi feito fora de horas, como tantos outros, para o meu marido levar para os colegas de trabalho. Ele fez anos e eles (mais elas do que eles) só têm oportunidade de ver as iguarias pelo facebook... ora, de vez em quando acho que merecem ser brindados com um docinho da minha parte. Afinal são quem atura o rapaz todo o dia! Espero que ele não leia isto :) :) E espero que vocês experimentem o bolo, é ótimo!

Ingredientes: 
200 gr de açúcar mascavado
5 ovos
125 gr de manteiga sem sal
150 gr de banana (usei 3 bananas da Madeira pequenas)
125 gr de chocolate em pó
100 gr de aveia triturada em farinha
125 gr de farinha de trigo com fermento
100 gr de sultanas douradas
1 colher de sopa de rum

Preparação:
Bata o açúcar com a manteiga amolecida durante 3 a 4 minutos. Junte os ovos um a um e continue a bater. Adicione as bananas previamente desfeitas com um garfo. Junte o chocolate em pó e o rum. Misture novamente. Depois triture os flocos de aveia até obter uma farinha. Misture esta farinha e a farinha de trigo à massa e envolva. Por último envolva as sultanas. deite a massa numa forma de buraco previamente untada e leve a cozer ao forno pré-aquecido a 190ºC durante 40 minutos.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Bolo de carne com ovos




Este é um daqueles pratos que enche o olho (e a barriga!) e é bem mais fácil do que possa parecer. Fica lindo e delicioso. Inspirei-me neste vídeo e fiz ligeiras alterações. Partilho convosco as minhas dicas e garanto-vos que ficou uma delícia! Este bolo de carne foi partilhado num jantar de amigos que também apreciaram muito. Fica a sugestão para fazerem no Dia dos Namorados, não dá muito trabalho e vai surpreender a vossa cara-metade :)

Ingredientes para 6 pessoas:
600 gr de carne de vaca picada
3 ovos + 1
125 gr de bacon fatiado
150 gr de mozarella fresca + 50 gr de queijo da Ilha ralado
1 cebola média
2 dentes de alho picados
3 colheres de sopa de pão ralado
1 colher de sobremesa de ervas de Provença e tomilho ou outras a gosto
1 colher de chá de açafrão das Índias
Sal e pimenta qb

Preparação:
Numa tigela misture a carne com a cebola picada, os alhos, as ervas, as especiarias e o  sal a gosto. Junte 1 ovo e o pão ralado e misture tudo com as mãos. Unte uma forma retangular (de bolo inglês) e forre-a com papel vegetal para depois conseguir retirar o "bolo", a receita não refere, mas é essencial para desenformar em condições.
Disponha a carne na forma, calcando e fazendo uma cova no meio para colocar o queijo. Junte o queijo e as fatias de bacon de forma a que estas forrem tudo por cima do queijo. Não junte logo os ovos, pois demoram muito menos tempo a cozinhar. Leve ao forno a 180ºC durante 40 minutos. No fim desse tempo junte os 3 ovos, tempere com sal e pimenta e leve ao forno mais 12 a 15 minutos. Antes de desenformar deixe a carne repousar fora do forno por 10 minutos, depois desenforme puxando pelo papel vegetal. Sirva com uma salada verde e molho de tomate caseiro, pode ver a receita AQUI.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Bolo de laranja com creme de ovos



Este foi um dos bolos que fiz para o aniversário da minha cara metade. Já teve direito a vários bolos :) Para os amigos, para a família, no próprio dia, nos dias seguintes... Cantar os parabéns é bom, cantar à vida, à saúde de quem amamos! Um amor enorme e que nos merece é algo (alguém!) que devemos preservar.

Ingredientes:
6 ovos inteiros tamanho L
280 gr de açúcar
Raspa da casca de 2 laranjas
100 gr de farinha com fermento
Para decorar: creme de ovos, nata fresca batida em chantilly e morangos frescos

Preparação:
Bater os ovos com o açúcar e a raspa de laranja durante 15 minutos na batedeira (velocidade média/alta) com varas de arame até obter uma espuma fofa, tipo mousse. Depois juntar a farinha com fermento peneirada e envolver delicadamente. Levar a cozer durante 35 a 40 minutos em forno pré-aquecido a 190ºC.
Desenforme o bolo, deixe-o arrefecer, barre com nata fresca batida com um pouco de açúcar (usei 150 ml de nata e 2 colheres de sopa de açúcar em pó). Deite por cima o creme de ovos e fruta fresca a gosto (usei morangos).
Para o creme de ovos: 5 gemas, 5 colheres de sopa de açúcar, 5 colheres de sopa de água e 2 cascas de laranja. Separe as gemas das claras e deite as gemas numa tigela. Misture-as com uma colher e reserve até ter a calda de açúcar pronta. Num tacho, coloque o açúcar, a água e as cascas de laranja. Leve ao lume até o açúcar dissolver (não mexa com colher), depois de levantar fervura deve ferver 2 a 3 minutos. Desligue o lume e deite a calda de açúcar em fio por cima das gemas. Vá mexendo sempre, depois volte a levar a mistura ao lume até engrossar. Deve fazer este processo em lume brando e mexendo sempre até as gemas com açúcar engrossarem, mas sem as deixar cozer em demasia (demora cerca de 15 minutos, deve ser feito lentamente em lume brando). Quando o creme de ovos estiver pronto, use-o só depois de totalmente arrefecido.

Bom apetite! Bom domingo!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Canellonis verdes com bacalhau e farinheira


Gosto muito de fazer pasta fresca e gosto muito de fazer massas em geral. Massa de rissol, de pão, de coscorões, pelo Natal... Adoro meter as mãos na massa, literalmente. A transformação da farinha e algo mais num alimento delicioso é algo fascinante. Para obter a pasta fresca a farinha é misturada com ovos, de preferência gemas, para que a massa fique mais rica e amarela, mas podem usar o ovo inteiro. Desta vez optei por fazer massa verde, o que se consegue substituindo um dos ovos por uma porção de espinafres. Este prato tem alguns dos meus ingredientes preferidos: bacalhau, espinafres, farinheira e a bela da pasta! 
E porque escolhi fazer a massa em canellonis? Porque o desafio deste mês no grupo "Dia Um... Na Cozinha" era, precisamente, canellonis,o que eu achei delicioso! Espero que gostem da sugestão. Aproveito para vos desejar um excelente mês de fevereiro. Cá por casa é mês de aniversários :)


Ingredientes para 4 pessoas:

Para a massa: 400 gr de farinha de trigo, 2 gemas + 1 ovo inteiro, 100 gr de folhas de espinafres
1 farinheira cremosa
700 gr de bacalhau desfiado
1 alho francês
1 dente de alho
0,7 dl de azeite
7 dl de leite magro
3 colheres de sopa de manteiga
3 colheres de sopa de farinha
Sal, pimenta e noz moscada qb
4 colheres de sopa de queijo ralado a gosto 
Oregãos a gosto

Preparação:
Comece por fazer a pasta fresca, misturando a farinha com uma colher de café de sal fino, juntando os ovos e os espinafres. Os espinafres devem ser previamente cozidos e muito bem espremidos. Misture tudo e amasse bem com as mãos até a massa ficar elástica e de um verde homogéneo (sem pedaços de folhas de espinafres). Quando a massa estiver no ponto, estique-a em placas na máquina de esticar pasta. Eu costumo esticar bastante fina, até ao nível 6. Depois de esticada, corte quadrados com cerca de 10 x 10 cm e reserve-os em cima de um pano enfarinhado.
Entretanto coloque o leite ao lume com um dente de alho esmagado. Quando estiver quase a ferver, junte o bacalhau e deixe cozinhar por 7 minutos. Retire o bacalhau do leite e escorra-o bem. Numa frigideira anti aderente deite o azeite, junte o alho francês em rodelas e deixe amolecer sem ganhar cor. Depois junte a farinheira à qual foi retirada a pele. Desfaça a farinheira com um garfo e vá misturando tudo. Depois junte o bacalhau e deixe cozinhar durante mais 2 a 3 minutos.
Num tacho deite a manteiga e deixe ferver. Junte a farinha toda de uma vez e mexa bem. A este preparado vá juntando, em fio, o leite onde cozeu o bacalhau. Mexa sempre para fazer o molho branco. Tempere com sal, pimenta e noz moscada a gosto.
Para montar os canellonis deite duas colheres de sopa de recheio de bacalhau em cada placa de massa e enrole. Vá dispondo os canellonis num tabuleiro de forno. Quando tiver todos os canellonis enrolados e dispostos no tabuleiro, cubra com o molho branco. Polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno a 200º até gratinar. Polvilhe com oregãos a gosto. Sirva com uma salada verde.

Bom apetite!



domingo, 22 de janeiro de 2017

Bolo de Claras



Depois do Natal a minha mãe fez este bolo para aproveitar claras que tinham sobrado e eu adorei a textura e o sabor. Fica leve, mas cremoso, ao mesmo tempo, porque tem a manteiga e a manteiga, já se sabe, é sempre um ingrediente maravilhoso e que dá um toque especial a pratos doces e salgados. Fiz umas adaptações à receita original, reduzindo o açúcar e adicionando aroma de baunilha, que intensifica o sabor, permitindo cortar no açúcar. É um bolo simples, mas muito guloso porque tem uma textura única, cremosa sem ser demasiado pesada, uma massa tenra que se desfaz na boca. Espero que gostem. Bom domingo para todos.
 
Ingredientes:
100 gr de manteiga sem sal
280 gr de açúcar
250 gr de farinha
7 claras de ovo
1,5 dl de leite
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de aroma de baunilha

Preparação:
Bater bem a manteiga com o açúcar e o aroma de baunilha até obter um creme esbranquiçado. Adicionar a farinha e o leite morno de forma intercalada, sem bater muito, mas misturando bem. Bater as claras em castelo firme com uma pitada de sal. Juntar aqui o fermento em pó e envolver as claras em castelo na massa. Despejar o preparado numa forma redonda de buraco e levar ao forno pré-aquecido a 190ºC durante 30 minutos.

Bom apetite!


 

sábado, 14 de janeiro de 2017

Bolo mulato de frutas



Este bolo chegou até mim pelas mãos de uma colega de trabalho do meu marido, a Fátima. Ela fez o bolo e levou para o trabalho, o que deixou todos os colegas deliciados! Aquilo por lá são uma cambada de guloso, eu já tenho comentado isso por aqui. Mas são uns gulosos muito simpáticos e o facto de fazerem alguns lanches e partilharem uns docinhos alimenta, não apenas os estômagos, mas também o bom ambiente de trabalho. Eu contribuo de vez em quando para essas doces partilhas e desta vez foi a Fátima quem deixou o pessoal em êxtase com o seu bolo. O Rui fez tantos elogios ao bolo e eu fiquei tão curiosa que, no dia seguinte, também veio uma fatia para mim :) Os elogios eram totalmente merecidos! O bolo, receita moçambicana que a colega recebeu das mãos de uma familiar, é magnífico! Muito guloso, daqueles bolos difíceis (mesmo muito difíceis...) de parar de comer. A receita original não me foi entregue, devido à promessa feita à detentora da receita original de a manter em família. Mas, com uma receita idêntica, que a Fátima teve a gentileza de enviar, e a ajuda do meu palato, lá consegui reproduzir o bolo. Fiz uns ajustes à minha maneira, nomeadamente a inclusão do mel e do rum, para me aproximar do sabor original. Não sei se a receita tinha esses ingredientes, pois a Fátima é de palavra e continua a não revelar os segredos, mas eu fiz assim e partilho convosco todos os ingredientes e passos, garantindo-vos que ficou muitooo bom.

Ingredientes:
1 chávena de açúcar mascavado
Meia chávena de mel
2 chávenas de farinha de trigo
3 ovos
1 colher de chá de fermento
1 colher de café de bicarbonato de soda
1 colher de chá de canela
1 colher de café de noz moscada moída
Raspas de 1 laranja
6 colheres de sopa de manteiga
1 chávena e meia de vinho do Porto
3 colheres de sopa de rum
Meia chávena de passas (usei passas Moscatel)
Meia xícara de sultanas douradas
1 chávena de frutas cristalizadas (usei apenas cereja)
Meia chávena de ameixas secas
Meia chávena de tâmaras
Meia chávena de nozes ou amêndoas picada

Nota: use sempre a mesma medida de chávena, a que eu usei tem capacidade para 1,8 dl de líquido. Se usarem sempre a mesma medida em todos os ingredientes, vai correr bem!

Preparação:
Na véspera misture todas as frutas partidas em pedaços pequenos e junte-as ao vinho do Porto. Deixe a macerar pelo menos 24 horas.
No dia de fazer o bolo, pré-aqueça o forno a 180°. Numa panela de fundo grosso misture as frutas, a manteiga, as passas e sultanas, a fruta cristalizada, o açúcar e uma chávena de água. Leve ao lume médio/alto e deixe ferver durante 15 minutos, mexendo de vez em quando. A 5 minutos do fim deste processo, junte o rum. Depois deixe arrefecer a mistura completamente. De seguida, junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Junte todas as frutas cristalizadas e secas que, entretanto, absorveram todo o vinho do Porto. Junte a raspa da casca de uma laranja. Misture bem. Por fim junte todos os ingredientes secos (a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio e as especiarias). Envolva tudo. Unte um tabuleiro retangular ou quadrado (30 x 30, por exemplo) e coloque lá a massa. Leve a cozer ao forno durante 30 minutos. Deixe arrefecer quase totalmente antes de desenformar.

Bom apetite e bom fim-de-semana!


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Caril de camarão e abóbora








Esta era a última abóbora que tinha trazido do terreno dos meus pais. Pequena e muito bonita, suficiente apenas para dois. No início do outono estava verde e eu deixei-a amadurecer até agora. Ficou logo decidido que seria para rechear, pelo tamanho e por ser muito "bem feitinha". De facto, fez uma "tigela" perfeita para os meus camarões de caril. Um caril ligeiro, feito com caril em pó e nata, mas também podem usar leite de coco. O meu objetivo não era obter um sabor muito oriental, mas sim uma invenção que conjugasse o doce da abóbora com os camarões e os cogumelos, tudo aromatizado com o caril. Ficou perfeito, cremoso e muito saboroso. Experimentem! Assar e rechear abóboras é uma delícia, fazem pratos muito saborosos.

Ingredientes:
Uma abóbora pequena (800 a 1000 gr)
400 gr de camarão tamanho 40/60
200 gr de cogumelos (usei dos marrom, pequenos)
0,5 dl de azeite
Sal e pimenta qb
150 ml de nata ou leite de coco
4 dentes de alho
1 colher de sopa de salsa picada

Preparação:
Asse a abóbora inteira no forno, a 200º, durante cerca de 30 minutos ou até estar macia, mas sem se desfazer. Retire do forno, deixe arrefecer um pouco e corte a "tampa". Retire as sementes e a maioria da polpa, deixando uma cavidade suficientemente resistente para ser recheada. Esmague a polpa com um garfo e reserve-a. Vire a abóbora com a cavidade aberta para baixo para escorrer todo o líquido e reserve-a assim até ter o recheio pronto.
Numa frigideira anti-aderente deite um generoso fio de azeite, quando estiver quente junte os camarões descascados e 2 alhos ralados (pode guardar alguns camarões inteiros para guarnecer). Tempere com sal e deixe cozinhar por 2 a 3 minutos. Retire os camarões, junte um pouco mais de azeite e salteie os cogumelos laminados, temperados com sal e pimenta. Passados 5 minutos junte a polpa da abóbora assada, previamente desfeita com um garfo. Junte o caril em pó e as natas e deixe cozinhar mais 5 minutos, mexendo em lume médio até ficar cremoso. No fim junte os camarões, retifique de sal e misture tudo. Coloque este recheio dentro da abóbora, polvilhe com salsa picada e enfeite com alguns camarões. Sirva com arroz.

Bom apetite! Comam bem e de forma saudável!

domingo, 8 de janeiro de 2017

Tiborna de filetes de cavala, tomate cereja e queijo



Domingo, dia de preguiça... pelo menos de inverno, dá-me uma preguiça... ui! E este frio trouxe resfriados e gripes, facto que também não está a ajudar, tem que se dizer a verdade. Por isso, hoje faz-se um daqueles jantares com uma boa sopa, a que juntamos um ou dois petiscos. Se der para aproveitar algum pão de véspera e o que estiver no frigorífico, ainda melhor. Assim a semana começará sem sobras ou restinhos e posso dedicar-me a novas receitas.
Ora, como petisco, entrada ou lanche de fim de tarde, esta tiborna tem tudo o que são os sabores mediterrânicos e que eu adoro! As conservas, neste caso de cavala, o bom azeite, o tomate e os oregãos e o queijo, tudo junto num petisco em cima do pão. Apesar de não ser uma sugestão muito elaborada, é extremamente saborosa e simples de fazer, pelo que me pareceu bem como forma de vos desejar um excelente ano de 2017! Que seja um período de criatividade, partilha e evolução. Por aqui, vou trabalhar nesse sentido, na cozinha e não só. Vai ser um ano de mudança e vai ser uma mudança positiva!

Ingredientes para 4 tibornas:
4 fatias de pão alentejano, pão "tipo Mafra" ou o vosso preferido
2 latas de filetes de cavala em conserva de azeite
150 gr de tomate cereja
50 gr de queijo feta ou outro a vosso gosto
Oregãos e sal qb
1 dente de alho grande

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque as fatias de pão a tostar, 5 minutos de cada lado. Enquanto isso, esfregue uma frigideira anti-aderente com um alho. Deite um pouco de azeite das latas de conserva na frigideira e salteie os tomates cereja por 5 minutos, temperando-os com sal. Quando o pão estiver ligeiramente tostado, retire as fatias do forno e deite um pouco de azeite da conserva de cavala em cada uma, esfregue com o alho e depois cubra com os filetes de cavala, os tomates salteados e o queijo esfarelado. Termine polvilhando com oregãos e sirva as tibornas quentes ou frias.

Bom apetite! Bom Ano Novo!